nov 032015
 
Author Rating / Nota do Autor:

Cinezone Poster - The 33

Quando uma história real se propõe a ser contada, nem todos os relatados tendem a ficar satisfeitos. Um trabalho de adaptação e verossimilhança é minuciosamente buscado para que as injustiças não se tornem a principal atração. Em “Os 33” existe uma busca pela realidade, tentando retratar a esperança dos mineiros presos a mais de 500 metros abaixo da terra.

Em partes a produção busca a realidade e contar com clareza todos os fatos sem ser piegas nem clichê: considerada uma falha é o fato de toda obra usar o idioma inglês ao invés do espanhol (chileno), língua pátria no local do acontecimento. Existiu uma dificuldade muito grande em manter a língua original pelo elenco ser multidiverso: Antonio Banderas (espanhol), Rodrigo Santoro (brasileiro), Juliette Binoche (francesa), Gabriel Byrne (irlandês), incluindo logicamente a língua oficial do país. Ainda assim o elenco bem escolhido garante o sucesso da produção, uma vez que literalmente o roteirista deve tirar “leite de pedra” para buscar uma escrita que não entediasse o público.

As grandes proezas do filme estão nas relações interpessoais comstruídas dentro do refúgio soterrado: a questão de lideranças surgirem naturalmente, o desespero em manter a sanidade mental dos sobreviventes, e também conseguir racionar os alimentos que de apenas três dias deverão durar mais de dois meses. Na segunda metade do filme é que as coisas mais interessantes acontecem, de forma interessante as relações começam ser desfeitas e ficarem tensas quando do contato com o ambiente externo: pode-se fazer uma analogia dos tempos atuais, onde todos tem opinião sobre tudo ao mesmo tempo em que ninguém tem a certeza absoluta de nada. Outra questão colocada muito superficialmente foi a negligência do proprietário da mina quanto ao resgate: não fosse a pressão da mídia talvez o fato pudesse ser “abafado” frente ao conhecimento mundial.

Interessante é que pouco se pode falar de “spoiler” uma vez que a história é bastante conhecida, inclusive tendo o livro da tragédia como balizador de todas as premissas. O filme cumpre o papel de descrever os acontecimentos sem dramatizar demais nem oferecer o sofrimento demasiado dos mineiros. Falta emoção, mas sobra boa vontade.

 

Título Original: “The 33”

Direção: Patricia Riggen

mar 242015
 
Author Rating / Nota do Autor:

OMPC_AcimaDasNuvens

 

A arte de interpretar a si mesmo no cinema ou no teatro não é novidade nenhuma, visto “Birdman” como vencedor do último Oscar. Ainda que a ideia temática esteja muito longe do filme de Iñárritu, o francês “Acima das Nuvens” de Oliver Assayas, não foge ao contexto do famoso jogo de espelhos.

A sempre impecável Juliette Binoche que interpreta Maria no filme, é uma famosa atriz de teatro que há vinte anos fizera uma peça onde uma jovem ambiciosa tem um relacionamento de amor e ódio com uma mulher rica e de muito mais idade que ela. Antes interpretando a jovem, Maria é convidada novamente para atuar na mesma peça, porém no viés do papel que hoje lhe cabe, de uma mulher de mais de quarenta anos. Para isso leva consigo a assistente Valentine (Kristen Stewart) com quem conta profissionalmente e também como ombro amigo.

Os diálogos entre Binoche e Stewart balizam toda obra, muitas vezes ou quase sempre confundindo a realidade com o teatral. A cada momento os textos são repassados entre as duas com a sutileza de não se ter a certeza do que realmente estão tratando: se da vida real, onde amigas (talvez amantes) e profissionais buscam aprimoramento, ou ainda como personagens da própria peça ensaiando suas vidas.

Ainda existe a contrapartida de Chloë Grace Moretz, personagem que vem do cinema hollywoodiano trazendo todo uma bagagem de escândalos, drogas e amantes juntamente com uma gama de paparazzis. O papel chega a ser ironicamente comparado com “Lindsay Lohan” por sua tenra idade e já notada no negativamente no cenário. Existe aí uma crítica sutil aos interesses da mídia quanto ao que é realmente interessante quando se vende: a arte da interpretação ou a ostentação do escândalo bizarro e da vida pessoal? Tire suas próprias conclusões.

 

Link para o IMDb