127 Horas (2010)

 Aventura, Biografia, Daniel Arrieche, Drama  Comentários desativados em 127 Horas (2010)
set 112013
 

127

Muita expectativa para pouco que se apresenta… essa foi a minha impressão ao final do filme. Uma atuação boa de James Franco, mas em um papel que qualquer outro ator desta safra nova faria. Talvez o grande alarde por ser de direção do Danny Boyle, que ganhou o premio em 2009 por “Slumdog Millionaire”. Realmente “127 Horas” lembra o filmaço indiano no início, com os cortes e a trilha sonora… porém é só. Nem a tão falada cena do braço sendo decepado é tão terrível quanto cotada. A validade toda é o fato de o filme ser completamente biográfico, e em saber que o contado é exatamente o ocorrido com Aron Ralston em 2003. Definitivamente Franco deveria voltar a fazer o inimigo do “cara de teia”, onde certamente será mais notório…

Link para o IMDb

The Killing – Primeira Temporada – Episódio Final

 Daniel Arrieche, The Killing  Comentários desativados em The Killing – Primeira Temporada – Episódio Final
nov 082011
 

who

Definitivamente “The Killing” foi a série policial que mais me cativou nos últimos tempos. Com uma trama bem armada, um roteiro excelente e sem clichês, a primeira temporada termina com a certeza de que terá mais e mais adeptos a palpitar quem matou Rosie Larsen. Atuações perfeitas e pendendo largamente para o emocional, a direção conseguiu prender o espectador de uma forma intrigante e diria até angustiante em certos momentos. Sarah Linden é uma de minhas protagonistas preferidas, dentre tantos outros na linhagem de investigação (depois de David Mills e Willian Somerset em “Seven”). Ainda que tenha algumas diferenças da série original, com certeza trará mais dúvidas e mais apreensão. Espero que a segunda temporada venha tão forte quanto a primeira.

True Grit (2010)

 Aventura, Daniel Arrieche, Drama, Faroeste  Comentários desativados em True Grit (2010)
nov 072011
 

url

O remake de 1969 nos traz nada menos do que mais um filme dos Cohen, com diálogos ácidos e atuações dignas de premiações, e assim como em “Onde Os Fracos Não Tem Vez”, muita gente sai decepcionada por não entender mais uma vez a magia que os irmãos dão a sétima arte. Definitivamente não é o tipo de filme que me atrai. Porém o farto roteiro, adaptação e direção de elenco fazem um franco concorrente em qualquer época. Imperdível a cena em que Bridges decide se a língua de Damon deve ou não ficar em seu devido lugar (literalmente).

Link para o IMDb

O Discurso do Rei (2010)

 Biografia, Daniel Arrieche, Drama, História  Comentários desativados em O Discurso do Rei (2010)
nov 072011
 

kings-speech-movie-poster

Conforme anunciou o site do Terra: “é necessário se curvar diante a majestade do rei”. Uma direção impecável, com angulações bem definidas, panorâmicas, enquadramentos perfeitos, plano e contra-plano geniais, foco no necessário, e Tom Hooper está sem concorrente este ano. O elenco está digno de lordes ingleses, com Colin Firth (que eu nunca gostei) se dedicando ao máximo, desde as pernas “ex-cambotas” e a gagueira natural. E Geoffrey Rush que fica além de qualquer comentário. Um mestre e um canastrão em uma mesma cena se completam barbaramente. Ambientação de época e também a mistura de cenas produzidas com as reais como a do discurso de “Her Hitler” dão um toque de gênio. Ainda não vi todos os outros concorrentes, mas dificilmente algum outro me deixará tão embevecido quanto “O Discurso do Rei”.

Link para o IMDb