mar 312015
 
Author Rating / Nota do Autor:

OMPC_Insurgente

 

Insurgente: do latim “insurgens.entis”, aquele que insurge ou insurgiu – também rebelde, amotinado, insubordinado,
dissidente, etc. Pois a segunda parte da trilogia vem novamente com a dupla Tris e Quatro liderando a revolta contra a ditadura e o poderio do estado liderado pela fria Jeanine (Kate Winslet). O filme trás a continuação da trilogia “Divergente”, onde o planeta fora destruído e uma pequena parte da população foi dividida em castas e os contrários ao sistema são caçados e exterminados.

Ainda que a história não traga nenhuma novidade no gênero (visto Jogos Vorazes, Maze Runner, Instrumentos Mortais e até mesmo (bem de longe) Star Wars) sempre se espera que a obra tenha um pouco mais do que simples correrias e explosões, uma vez que o mote é um prato cheio para analogias ao momento político e econômico mundial. Ainda que pareçam bobos, sempre podemos tirar alguma coisa dali.

Ainda que subjetivamente se mostre, a ideia da escritora para a série foi claramente inspirada em outros clássicos da literatura. Na lendária história do “Rei Arthur” (contada com detalhes em “As Brumas de Avalon”) somente o verdadeiro e legítimo rei teria a força e sabedoria para desencravar a espada de um pedra. Outro ponto interessante a ser lembrado é o triunfo já esperado por aqueles que são bem quistos em uma sociedade controladora e sendo justamente ali a grande virada de toda história bem contada. Não há também como não fazer o paralelo com o livro “1984” de George Orwell, ou ainda com o filme (…) Matrix!

Os destaques ficam com também amadurecimento da personagem principal interpretada por Shaylene Woodley, onde mostra que realmente é uma atriz e poderá vingar em outros filmes dramáticos e muito mais complexos. O surgimento forte da tribo dos “sem-facção” faz sentido e trás um ar de revolução juntamente com o crescimento de outros participantes da história e que agora passam a ter papel fundamental para o encerramento no terceiro filme, como a atriz Naomi Watts.

Já é sabido que a última obra da escritora Veronica Roth, que fecha a trilogia com “Convergente”, tem estréia definida para março de 2016. Será dividido em duas partes garantindo a bilheteria mínima para fechar no lucro, independente do público que atingir. A curiosidade nos levará até lá.

Link para o IMDb

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)