fev 262015
 
Author Rating / Nota do Autor:

OMPC_LoucasPraCasar

Infelizmente o cinema nacional ainda é muito marginalizado. Ainda parece aquele menino com medo de crescer, com medo de colocar os olhos na rua e apanhar dos meninos maiores, talvez até com medo de ser ridicularizado perante a grande maioria. Porém não tem idéia do potencial que tem e certamente já possui a coluna completamente formada para que possa andar ereto entre os grandes.

O grande nicho e poder bélico nacional vem das comédias e dos romances, ou ainda das “comédias românticas” (como preferir). Uma pena que em “Loucas Pra Casar” a ideia é mal divulgada. O filme encabeçado por Ingrid Guimarães possui roteiro e vida própria, e mostra que temos potencial para muito mais. Apesar de alguns clichês e ideias chupadas de outros filmes, vale a compra da ideia e da imaginação da disputa de três mulheres por um mesmo homem, e que estão lutando pela felicidade de um casamento. A obra anda a passos largos sem ser cansativo, ultrapassando os demais fracos nacionais do mesmo estilo.

Mas a inovação é o grande golpe e que faz o filme bom. Uma iniciativa de suprir o riso fácil pelo pensamento crítico e não de simplesmente chover no molhado, com piadas prontas. É um pouco mais do que simplesmente rir. É interpretar e, até julgar o filme. A obra. Um crescimento e ao mesmo tempo um “desplugue” do óbvio. Ainda que o final seja bastante surpreendente, qualquer outra coisa que disser será um belo spoiler.

Posso ser presunçoso, mas não há como prever se a bilheteria “blockbuster” nacional tem capacidade (ou vontade) de fugir do pronto, do fácil e, se propor a pensar um pouco no cinema novo mundial (inclusive balizado pela escolha de “Birdman” no Oscar, deixando para trás o inovador porém linear “Boyhood”. Mas ainda volto a insistir que foi mal divulgado e vendido como outro qualquer, com a velha fórmula do velho cinema brasileiro marginalizando seu próprio cinema. Feita pelos próprios brasileiros. Capazes. Mas ainda incrédulos do próprio potencial.

Link para o IMDb

 Leave a Reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

(required)

(required)