out 222014
 
Author Rating / Nota do Autor:

the_flash_tv

 

A expectativa por mais um dos super-heróis voltar a cena era grande. O seriado “The Flash” que vingava nas telinhas nos anos 90, fazia enorme sucesso entre os adolescentes que (não em raras as vezes) era copiado em brincadeiras de rua, no mesmo patamar de outros tão famosos quanto e que já tiveram seus nomes bem reescritos no cinema como Batman, Homem de Ferro, Capitão América, dentre outros tantos. Pois a frustração logo se faz no episódio de estréia, quando vemos um Barry Allen franzino, atrapalhado e atrasado em seus compromissos, deixando claríssima a cópia descarada de um Peter Parker, porém sem o menor carisma frente ao público. Os episódios seguintes, assim como no primeiro, trazem uma narração ora em primeira pessoa, ora em terceira pessoa confundindo muito. Como se já não bastasse a confusão feita pelo roteirista em tentar explicar “tudo ao mesmo tempo agora” e deixando lacunas difíceis de serem preenchidas ao longo da temporada, como o surgimento da entidade que mata sua mãe ou ainda o real motivo de sua absurda velocidade. A tentativa de trazer o clima dos anos noventa se torna infantil e robotizada fazendo com que o espectador tenha impressão de estar assistindo “Zorra Total”, onde a qualquer momento alguém vai olhar e dar uma piscada para camera, ficando em um jocoso “stand by”. Ainda há a tentativa falha e grotesca (talvez de se salvar uma possível derrota antecipada) de conexão com outros seriados da DC, quando da aparição sem motivo algum do herói da bem sucedida “Arrow“. Realmente uma pena que um belo argumento e um herói de renome seja tão mal-feito e fadado (minha aposta) em não passar da terceira temporada, e não ser cancelada antes apenas pelo carisma do próprio personagem dos quadrinhos. Fica até difícil de comentar da aparição momentânea de John Wesley Shipp como Henry Allen, que já deve ter se arrependido de ter assumido como coadjuvante de um remake tão fraco, talvez até vergonhoso. O melhor talvez seja esperar pelo filme com previsão de lançamento em 2018 e com o já confirmado Ezra Muller (de “Precisamos Falar Sobre Kevin“) no papel título. Realmente uma pena.

Link para o IMDb

Sorry, the comment form is closed at this time.