out 092014
 
Author Rating / Nota do Autor:

theequalizer

 

O tipo de filme que americano gosta de ver: um novo herói com um passado obscuro, e que tomado por uma fúria repentina começa a fazer justiça com as próprias mãos. E o diretor Antoine Fuqua sabe como fazer bem feito. Em “O Protetor” ele escala mais uma vez o sempre irreparável Denzel Washington para o papel do mocinho. O Sr. Robert (como é chamado pelos colegas de trabalho) é um cidadão pacato e trabalhador, mora em um apartamento humilde do subúrbio e está sempre disposto a ajudar ao próximo. Insone, tem o costume de ler livros clássicos em uma lanchonete e onde seguidamente encontra a garota de programa Teri, que possui uma relação de trabalho (prostituição) com a máfia russa. O estopim é aceso quando Teri é espancada e internada em um hospital entre a vida e a morte. A caçada de “Bob” começa agora. Não espere um filme onde o roteiro é a prioridade, mas sim a ação e a aventura de mais um justiceiro. Ainda que as cenas sejam bem coreografadas e bem feitas, ainda assim o diretor não escapa dos clichês do tipo: o ator sai caminhando lentamente enquanto uma série de explosões acontece as suas costas, ou ainda a escuridão e os golpes rápidos onde os bandidos são amarrados e não entendem como. Com toda a certeza outros na mesma linha virão a cabeça: Liam Neeson em “Busca Implacável”, Jason Statham em “Carga Explosiva”, e ainda na cena final não há como deixar de comparar com “Stallone Cobra”. Também a presença de Chloë Grace Moretz remete indiretamente ao clássico “O Profissional” com Jean Reno. Ainda existe a tentativa de algumas inserções de frases de efeito do livro “O Velho e o Mar” de Hemingway, e que não sustenta a cena. Mas ainda assim é um filme aprazível e que vale a diversão.

 

 

Link para o IMDb

Sorry, the comment form is closed at this time.