abr 012014
 
Author Rating / Nota do Autor:

Out-of-the-Furnace-Poster

É grande a expectativa de um grande filme, quando se tem um grande elenco. Mas “Tudo por Justiça” é mais uma prova de que somente isso não é o suficiente. Se não encontrarmos uma mão eficiente atrás da câmera e um roteiro bem montado: nada adianta grandiosas atuações. O clima encontrado pelos irmãos Russel (Christian Bale) e Rodney (Casey Affleck) é semelhante ao de “O Vencedor”, onde em uma família desestruturada os membros tentam encontrar forças para suportar os tropeços e peças que a vida lhes prega, porém em proporções diferentes. Rodney é um remanescente da guerra do Iraque que ganha a vida em ringues clandestinos, enquanto Russel acaba de sair da prisão e quer sua pacata vida de volta. As tentativas de inserção dos grandes dramas americanos do novo século à produção se torna quase irrelevante: a eleição de Barack Obama, o sonho americano, guerras sem sentido e os depressivos decorrentes dela, liberação de armas e jogos, dentre outros temas enxertados para dar relevância e fundamento a muitas atitudes dos personagens. Há um grande desperdício de atores de ponta como Willem Dafoe, Forester Witaker, Sam Shepard e Zoe Saldana (que chegam dar a impressão de que precisavam pagar as contas em uma produção barata) que poderiam muito bem ser substituídos por coadjuvantes de segunda linha. O único ganho se nota em Woody Harrelson, que interpreta o chefe de uma quadrilha que domina as montanhas próximas a cidade (ainda que tenha ficado muito parecido com Mickey Knox, de “Assassinos Por Natureza” de 1994), o que até chega a empolgar… Mas não sai do lugar…

Link para o IMDb

Sorry, the comment form is closed at this time.