nov 092011
 

Já não se faz mais filmes como antigamente. É o que diria se não fosse o melhor flme que assisti esse ano: “Super 8”. E quem diria, feito pelo ex-Lost J.J. Abrams e pelo eterno Steven Spielberg. O filme é pura nostalgia, com toques de mágica e de lembranças oitentistas, uma verdadeira homenagem ao cinema feito com roteiro, direção, fotografia, arte, verossimilhança, entusiasmo, e o melhor de tudo: amor a sétima arte. O roteirista e diretor conseguiu trazer de volta a emotividade e o desprendimento em uma excelente diversão, juntando “Os Goonies”, “ET”, “De Volta Para o Futuro (Zemeckis)”, “Gremilins” em apenas um filme. Não se trata de apenas mais um blockbuster que você vai assistir nas tardes de ócio em alguns anoos, mas sim uma boa lembrança de como se faz bom cinema quando se quer. Crianças, bicicletas, enigmas, forças armadas e um bicho esquisito: uma prova de que esta fórmula normalmente funciona nas mãos de quem sabe o que faz.

Sorry, the comment form is closed at this time.