nov 082011
 

url

De curioso fui assistir a produção norte-americana “Rio”, que tenta mostrar as aventuras de uma arara azul “nerd” que fora contrabandeada na infância para os Estados Unidos, e que mais de quinze anos depois tem que voltar ao Brasil para encontrar-se com a fêmea Jade, e manter a espécie viva. A grande quantidade de comentários controversos me levaram até o “Rio”. Uns falam do exagero no palavreado “carioquês”, ou de macaquinhos batendo carteira, ou ainda de umas sutis “bundas” que aparecem aqui e ali. Também citada as subidas e descidas nas favelas. e a marginália ali escondida entre sorrisos e batucadas. Acredito que Carlos Saldanha acertou na medida e fez um filme alegre e pretensioso na capital do massacre escolar, da linha vermelha, do Bope, da Copa Mundo de 2014, da Olimpíada de 2016, das milícias, etc, etc, etc. Pretensioso na medida em que divulga um Rio de Janeiro simpático, mas que não deixa nada a desejar a qualquer outra cidade da mesma dimensão. Boa diversão com Blu, Jade, Nigel e sua turma.

Link para o IMDb

Sorry, the comment form is closed at this time.